Tiras Para Urianálise 150 Unidades - Labor Import

Código: 26798 Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

São tiras reativas “dip-and-read” (“mergulhe-e-leia”) para Diagnóstico In Vitro de determinação rápida. Tiras reagentes para a determinação rápida de Urobilinogênio Glicose, Bilirrubina, Cetonas (Ácido Acetoacético), Densidad Especifica, Sangue, pH, Protelnas, Nitrito, LeucócitosUtilizar apenas para testar os parâmetros acima em urina. Os resultados do teste podem fornecer informações relativas ao status de anomalias metabólicas, função renal e hepática, balanço acidobásico e infecções do trato urinário. A medição é realizada por comparação do teste em papel conectado a uma tira plástica com a tabela de parâmetros coloridos impressa na etiqueta do frasco. As tiras podem ser lidas visualmente. Podem também ser lidas instrumentalmente utilizando analisadores de bioquímica de urina.


Indicação
Identificação semiquantitativa de 10 parâmetros (Urobilinogênio, Glicose, Bilirrubina, Cetonas, densidade específica, sangue, ph, proteínas, nitrito e leucócitos) em urina. Os resultados do teste podem fornecer informações relativas ao status de anomalias metabólicas, função renal e hepática, balanço ácido-básico e infecções do trato urinário. As tiras podem ser lidas visualmente ou instrumentalmente utilizando analisadores de bioquímica de urina. Alta sensibilidade em baixas concentrações de leucócitos e sangue. Resistente à condições ambientais e umidade.

 

Composição

Urobilinogênio: 4-Metoxibenzenediazônio.

Glicose: glicose oxidase, peroxidase, iodeto de potássio.

Bilirrubina: Nitrito de sódio , 2,4-diclorobenzeno diazônio.

Cetonas: nitroprussiato de sódio.

Densidade Específica: azul de bromotimol, éter polivinílico ALT do ácido maleico anidro.

Sangue: hidroperóxido de cumeno, o-tolidina.

ph: vermelho de metila, azul de bromotimol.

Proteínas: azul de tetrabromofenol.

Nitrito: ácido p-arsanílico.

Leucócitos: éster aminoácido indol induzido.

 

Coleta e Preparação de Amostras
Coletar a urina em um coletor limpo e seco que permita a completa imersão de todos os campos da tira teste. Não adicionar preservativos. Testar a amostra o mais breve possível, com a amostra bem homogeneizada, porém não centrifugada. Recomenda-se a utilização de amostras de urina matutina fresca para testes otimizados de nitrito, assim como para uma determinação válida de bilirrubina e urobilinogênio, considerando que estes compostos são instáveis quando expostos à luz. Se um teste imediato não for possível, a amostra pode ser estocada na geladeira, mas não congelada o a seguir estabilizada à temperatura ambiente antes de ser utilizada no teste. Uma urina preservada à temperatura ambiente pode causar alterações de pH devido à proliferação microbiana, que pode interferir com a determinação de proteínas. Se forem coletadas amostras de forma asséptica, no caso de mulheres, podem ser encontrados resultados positivos para leucócitos causados pela contaminação terna do trato urinário. Higienizadores de pele contendo clorexidina podem afetar o teste de proteína se ocorrer a contaminação da amostra.

 

Procedimento do Teste

O procedimento do teste deve ser estritamente seguido para atingir resultados confiáveis.

1) Mergulhar a tira dentro da urina até atingir todas as áreas teste não mais que dois segundos.

2) Secar a lateral da tira ao longo do bordo do frasco para remover o excesso de urina; neste momento, não permitir que as áreas teste toquem as laterais do frasco. Girar a tira para a sua lateral e bater sobre material absorvente de modo a remover qualquer volume de urina remanescente; o excesso de urina sobre a tira pode causar a interação dos compostos quimicos entre os "pads" de áreas adjacentes e, desta maneira, podem ocorrer resultados incorretos.

3) Ler os resultados.

a. No caso de leitura visual: Comparar as cores dos "pads" de reagentes exatamente após 60 segundos (leucócitos após 90~120segundos) com o gráfico colorido da rotulagem do frasco sob uma boa iluminação. Enquanto estiver comparando, manter a tira horizontalmente para impedir uma possivel mistura dos compostos químicos quando um excesso de urina estiver presente.

 

b. No caso da utilização de equipamento DUS: Seguir cuidadosamente as instruções apropriadas fornecidas pelo manual de operação do equipamento. O equipamento irá ler automaticamente cada "pad" de teste em um tempo especificado.

 

Limitações do Procedimento

Como com todos os testes laboratoriais, o diagnóstico definitivo ou as decisões terapêuticas não devem se basear em um único resultado de método. Substâncias que causam uma coloração anormal da urina podem afetar a leitura dos "pads" de testes nas tiras reagentes para urianálise.

Urobilinogênio: A ausência de urobilinogênio na amostra não pode ser determinada. A área teste irá reagir com substâncias interferentes conhecidas pelo reagente de Ehrlich, tais como ácido p-aminosalícilico. As drogas que contém azogantrisina podem conferir uma coloração mascarante dourada. O teste não é um método confiável para a detecção de porfobilinogênio.

Glicose: Uma densidade específica alta (>1,020) com pH alto da urina e teor de ácido ascórbico (acima de 40mg/dL) podem causar resultados falso negativos com níveis baixo de glicose. As cetonas reduzem a sensibilidade do teste. Níveis moderadamente altos de cetona (>40mg/dL) podem causar um falso negativo para amostras que contenham pequenas quantidades de glicose (100mg/dL). A reatividade pode ser influenciada pela densidade específica e a temperatura.

Bilirrubina: Metabólitos de drogas, tais como Pyridium e selênio, os quais conferem coloração em pH baixos, podem causar falsos positivos. O Indican (sulfato de indoxila) pode produzir uma resposta com coloração amarelado-laranja vermelho, que pode interferir com a interpretação de leitura de resultados negativos ou positivos. O ácido ascórbico (>30mg/dL) pode causar resultados falsos negativos.

Cetonas: Resultados positivos (traços ou baixo) podem ocorrer com amostras de urina altamente pigmentadas ou as que contêm grandes quantidades de metabólitos levodopa. Algumas urinas com densidade específica alta e pH baixo podem apresentar resultados falso positivos. A fenolsulfonaftaleína pode causar resultados falso positivos.

pH: Se um excesso de urina permanecer na tira devido à procedimento impróprio do teste, é possível que o tampão ácido da proteína reaja e afete o pH, e desta forma o resultado de pH pode diminuir mais que o real. Este fenômeno é denominado "efeito run-over”.

Sangue: Uma densidade específica elevada ou proteína na urina podem reduzir a reatividade da porção do teste do sangue. A peroxidase microbiana associada com infecções do trato urinário podem causar resultados falsos positivos. Concentrações de ácido ascórbico (>30mg/dL) podem causar resultados falsos negativos no nível baixo do sangue.

Densidade Específica (SG): Uma urina alcalina altamente tamponada pode causar resultados diminuídos, ao passo que uma urina acídica altamente-tamponada pode causar resultados ligeiramente elevados.

 

Proteínas: Resultados falsos positivos podem ser encontrados em urina fortemente básica (pH 9). A interpretação dos resultados também é difícil em amostras de urina que apresentem turbidez.

Nitrito: O ácido ascórbico (>30mg/dL) pode causar resultados falso resultado negativo nem sempre significa que o paciente está isento de como resultado positivo. Um resultado negativo pode ocorrer quando contenham nitrato redutase; quando a urina não foi retida na bexiga tempo suficiente (quatro horas ou mais) para que ocorra a redução do nitrato ao nitrito ou quando o nitrato oriundo da dieta está ausente.

 

Leucócitos: O resultado do teste nem sempre pode ser consistentes com o número de células leucocitárias obtido na análise microscópica. Concentrações altas de glicose, densidade específica alta, níveis altos de albumina, concentrações altas de formaldeído ou a presença de sangue pode causar resultados diminuídos. Resultados falsos positivos podem ocasionalmente ser causados pela contaminação da amostra por descarga vaginal em pacientes mulheres.

 

Valores Esperados

Urobilinogênio: A faixa de concentração normal de urobilinogênio é 0,1a 1,0 unidades Ehrlich/dL. Se o resultado exceder a concentração de 2,0mg/dL, opaciente e a amostra de urina deve ser avaliada posteriormente.

Glicose: Normalmente o rim excreta pequenas quantidades de glicose. Concentrações de 100mg/dL podem ser considerar como anormais se encontradas consistentemente.

Bilirrubina: Normalmente nenhum teor de bilirrubina é detectável na urina até mesmo pelos métodos mais sensíveis. Mesmo teores como traços de bilirrubina são suficientemente anormais para requerer investigações posteriores.

Cetonas: Os corpos cetônicos não devem ser detectados em amostras de urina normal com este reagente.

pH: Os valores de urina geralmente estão na faixa de pH 5 a 9.

Sangue: Normalmente, nenhuma hemoglobina é detectável na urina (0,010mg/dL; 3RBC/μl). Quando a hemoglobina se apresenta na urina, indica doença renal ou um distúrbio do trato urinário. Frequentemente o sangue pode ser encontrado na urina de mulheres no período da menstruação.

Densidade Específica (SG): As amostras normais e urina tem uma densidade específica entre 1,001 a 1,035.

Proteínas: Em geral as amostras normais de urina contém alguma proteína na urina indicam doença dos rins ou trato urinário. Resultados e desta maneira são necessários testes laboratoriais adicionais para avaliar a significância dos resultados.

Nitrito: Normalmente nenhum nitrito é detectável na urina.

 

Leucócitos: Normalmente os leucócitos não são detectáveis na urina.

 

Características e Desempenho
As características de desempenho são baseadas em estudos clínicos e analíticos e dependem de diversos fatores: a variabilidade da percepção das cores; da presença ou ausência de inibidores e fatores da matriz tipicamente encontrados na urina; e das condições laboratoriais nas quais o produto é usado (por exemplo, iluminação, temperatura e umidade). Cada "pad" colorido representa uma faixa de valores. Em geral os resultados ficam dentro do nível da concentração real. A lista a seguir apresenta os níveis de analitos que geralmente são detectáveis em urinas artificiais; no entanto, devido à variabilidade inerente das urinas clínicas, concentrações menores podem ser detectadas sob determinadas condições.

 

"Pad" do Teste e Sensibilidade (Especificidade)

Urobilinogênio: 0,1 a 1,0 unidades Ehrlich/dL

Glicose: 75-125mg/dL (Glicose)

Bilirrubina: 0,8-1,0 mg/dL (Bilirrubina)

Cetonas: 5-10mg/dL (Ácido acetoacético)

Sangue: 10-15 RBC/μl (Hemoglobina)

Proteínas: 15-30mg/dL (Albumina)

Nitrito: 0,05-0,1mg/dL (Ion nitrito)

 

Leucócitos: 20-25 WBC/μl(Leucócitos intactos e lisados)

 

Estocagem e Manipulação
Estocar em um local fresco e seco a uma temperatura entre 2°C e 30°C. Não estocar em geladeira ou congelador. Estocar ao abrigo da umidade e luz. Quando estocado na embalagem original, o produto é estável até a data de validade na rotulagem e (ou) na caixa que contém o frasco. Tampar o frasco de imediato e firmemente após retirar as tiras teste e manter o frasco firmemente tampado entre os testes. Não remover o dessecante do frasco. Não tocar as áreas teste das tiras para urianálise. Não abrir o frasco antes de estar pronto para o uso. A descoloração ou escurecimento dos "pads” de testes pode indicar uma possível deterioração. Se isto estiver evidente, se os resultados dos testes forem questionáveis ou inconsistentes com o esperado, confirmar se o produto está dentro de seu prazo de validade e está reagindo apropriadamente utilizando materiais de controle comprovadamente negativos e positivos. Não utilizar após a data de validade. Observar que após o frasco ter sido aberto, as tiras remanescentes permanecem estáveis até 6 meses.

 

Observações
Armazenagem à temperatura ambiente.
Fechar imediatamente o frasco após a retirada de uma tira.
Ler exatamente após 60 segundos.

 

Apresentação de Venda e Envio
Embalagem contendo 150 tiras do produto.

Sobre a loja

A farmácia veterinária mais completa do Brasil! A Kaja Vet é uma empresa que atua na comercialização de medicamentos veterinários para todo o Brasil, oferecendo os melhores produtos de uso veterinário voltados para a criação de cavalos.

Social
Pague com
  • PagSeguro V2
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

JCR Pelegrini - CNPJ: 20.273.766/0001-57 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail